logo hor AZUL 2

SIMSOCIAL 2012

logo hor AZUL 2 300x36 SIMSOCIAL 2012A segunda edição do SIMSOCIAL – Simpósio de Pesquisa em Tecnologias Digitais e Sociabilidade, que nesse ano acontecerá nos dias 10 e 11 de outubro em Salvador (BA),promovido pelo Grupo de Pesquisa em Interações, Tecnologias Digitais e Sociedade (GITS), vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal da Bahia (PósCom-UFBA), pretende agregar pesquisadores, professores e estudantes universitários, além de profissionais de instituições relacionadas ao campo da Cibercultura sob  o tema “Práticas Interacionais em Rede”.

A programação do evento prevê a realização de conferências e apresentação de comunicações em cinco núcleos temáticos: Sociabilidade, novas tecnologias e práticas interacionais (NT 1); Sociabilidade, novas tecnologias, consumo e estratégias de mercado (NT 2); Sociabilidade, novas tecnologias, política e ativismo (NT 3); Sociabilidade, novas tecnologias, educação e aspectos cognitivos (NT 4); Sociabilidade, novas tecnologias e práticas colaborativas de produção de conteúdo (NT 5).

Acompanhe também mais informações do SIMSOCIAL pelo Twitter do Gits (@gitsufba) e pela página do evento no Facebook.

Como o compartilhamento constrói diferenças que mobilizam

No continente Africano existe uma palavra muito difundida e também muito interessaste: “Ubuntu“.   Não, não estou aqui fazendo apologia ao OS Linux que, por sinal, é muito bom, também! icon smile Como o compartilhamento constrói diferenças que mobilizam

ubuntu 300x200 Como o compartilhamento constrói diferenças que mobilizamEnfim, na verdade e simplificando as coisas, Ubuntu significa, de um modo romântico, “a arte de compartilhar”. Mas não é só isso. O Ubuntu vai além de “ofertar” algo, é antes um pendulo de leve e traz “coisas” em espaços dinâmicos entres actantes diferentes e detentores de informações diferentes que provocam reações. Ubuntu é a arte de transformar diferenças em outras diferenças ou de fazer uma diferença fazer diferença. “Capito?”

Para efeitos metodológicos, neste post vamos utilizar “Ubuntu” no contexto de informação.

A motivação de escrever esta postagem partiu do texto “Malabarista“do Professor Dr. André Lemos, no qual afirma que

O espaco é produzido pela troca de lugar das coisas, sendo uma das dimensões a do tempo, que o cria. Trocar os móveis da sala de lugar e assim “criar espaços”. O espaço é o que se produz da relações entre as coisas e os seus respectivos lugares. Não é aquilo que contém as coisas. O espaço é movimento e não o estático reservatório. O espaço é uma rede, dinâmica, sempre se fazendo, produzido por relações no tempo e no movimento. Diz Heidegger: “Une espace (Raum) est quelque chose qui est ‘menagé’ (…) il est menagé par des lieux…” (Essais et conférences, Gallimard, 1958, p. 186). Continue reading